Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



20200119_181450.jpg

A pedido de várias famílias:

Já dizia o @aclamadoautor (no instagram, mas chama-se Amílcar Monteiro!) que "os livros de auto-ajuda têm essa denominação porque, na maior parte dos casos, servem apenas para ajudar o autor a ganhar dinheiro.".

Também não gosto especialmente de livros de auto-ajuda porque na grande maioria das vezes sinto que não acrescentam grande coisa à minha vida. Concordo que há princípios que são quase senso comum mas que nem toda a gente aplica. Sinto que são úteis para quem está numa situação complicada e precisa de um novo método para aprender a viver. Mas quando és equilibrada e já aprendeste a grande maioria dos princípios destes livros com a "escola da vida", é só "mais do mesmo" com mil e um exemplos/palha pelo meio. A questão das lagostas deixou-me logo de pé atrás desde o início, porque não suporto que usem um ser tão básico (ainda que resistente a centenas de milhares de anos de vida na terra) como termo comparativo a um ser tão complexo como o homem. E agora vamos por regras, para ser mais fácil:

1) "Levante a cabeça e endireite as costas" - sim, toda a gente já sabe que o não verbal é mais importante que o verbal e que a nossa postura reflete o nosso grau de confiança. Por isso, andem direitos. E é só isso.

2) "Cuide de si como cuida daqueles que dependem de si" - sim, somos a personagem principal da nossa vida e devemos dedicar-nos à nossa pessoa com tanto ou mais afinco que qualquer outra.

3) "Faça amizades com pessoas que querem o melhor para si" - jura? Estava mesmo interessada em ser a melhor amiga de quem deseja a minha morte. E ajudá-lo no homicídio. Dizendo até "toma a faca, oupa coração, não és médico mas tens a minha vida (ou morte) nas tuas mãos.

4) "Compare-se com aquilo que era ontem e não com o que os outros são hoje": ok, desta eu precisava mesmo, porque ontem eu estava feiosa e deslavada por ter estado a estudar em casa o dia todo e se me fosse comparar com os meus amigos que hoje estão a fazer o mesmo... Pois, estava igual. Então Jordan?

5) "Não deixe os seus filhos fazerem coisas que o levem a não gostar deles": eu passo a vida a dizer ao Tommy para não desfazer os sofás com as suas garras mas ele não me ouve... Também já lhe disse para não fazer tanto cóco porque não gosto de o apanhar/de dar trabalho à minha mãe e irmã, mas ele não quer saber. Claro que gostava mais dele se não fizesse nada disso... Arranco-lhe as unhas à dentada e deixo de lhe dar de comer para não haver mais fezes?

6) "Ponha a sua casa em ordem antes de criticar o mundo": já sei que não devemos criticar os outros por erros/defeitos que nós também fizemos/temos. Mas será que o Cláudio Ramos arruma a casa todos os dias antes de ir para o programa da Cristina? Hummmm...

7) "Procure alcançar aquilo que tem sentido (e não o que lhe dá jeito)": fiquei confusa nesta, até porque os devaneios mentais do Jordan nem sempre são facilmente perceptíveis. Acho que ele queria transmitir que não deviamos ir em modas. E trabalhar pelo que queremos realmente, ainda que tenhamos que nos sacrificar para isso. No shit Sherlock... Achei que iria cair tudo do céu, tal e qual a chuva. Obrigada por existires Jordan.

8) "Diga a verdade (ou pelo menos não minta)": ele fala em ditadores que começaram com uma mentirinha ou outra. Ok. Mas então sempre que digo que não quero mais massa quando como em casa de amigos e não gosto como foi cozinhada mas prefiro dizer que é porque estou satisfeita, estou em risco de me tornar um Hitler? Ou como não é bem uma mentira (porque até estou meia satisfeita) já dá? Fico confusa. Mas obrigada por me transmitires que mentir é mau. Sem ti continuaria aqui, mentirosa implacável, a achar que era na boa e que ia para o céu na mesma porque nunca li a bíblia.

(Já estou cansada, caramba!)

9) "Parta do princípio de que a pessoa que está a falar consigo talvez saiba alguma coisa que você não sabe: creio que esta é a única regra que pode ajudar realmente a grande maioria das pessoas que comprarem este livro, até porque andamos constantemente concentrados na nossa vida e indagações individuais, sem percebermos o valor que o outro pode e deve ter na nossa vida. Mas e se a pessoa com quem estamos a falar não tiver aprendido a regra 8 e tudo o que diz é mentira? Vale na mesma aprender com mentiras? Fico confusa."

10) "Seja rigoroso no seu discurso": temos que dizer o que queremos de um modo inteligente. Ok. Mas quem vai avaliar o QI de como dizemos as coisas? E se a outra pessoa não perceber o que dissemos? Não temos que nos adaptar à pessoa em causa? E se falar para uma criança de 5 anos, convém ser rigorosa também? "Gabriela Sofia, sua energúmera, venha para a mesa porque se a menina com sete anos não se alimenta em condições, com certeza terá problemas de saúde ou de auto-estima no futuro, que lhe trarão uma série de mágoas e dificuldades na vida adulta. Coma menina, coma"...

11) "Não incomode as crianças enquanto estão a andar de skate": bla bla bla, deixa os filhos brincarem. Ok Tommy, continua a destruir árvores de natal ano após ano porque não quero reprimir todas as tuas potencialidades. Oupa. Mas isto não vai estragar a regra 5?

12) "Se vir um gato na rua, faça-lhe uma festa": fazer o bem por um mundo melhor. Ok Jordan, boa mensagem para acabar a bela seca que me deste com o resto do livro. Boa. O que mais me apetecia neste momento era ir ajudar sem-abrigos, graças à tua prosa. Mas ajudar no sentido de lhes dizer para não gastarem as poucas moedas com o teu livro. Não vale o esforço, de verdade. És um best seller. Ok. E eu contribuí para isso. Mas estou arrependida. E a minha boa ação é ajudar outras pessoas a não fazerem o mesmo.

 

Resumindo e baralhando, fiquei chateada de ter gasto 15€ com este menino. Ando muito apaixonada por romances históricos e já não consigo ler certos livros mais "leves" com a mesma motivação. 

Vá, bom resto de domingo para todos, com a graça de Deus, das lagostas e do Senhor Jordan, que entretanto se tornou o meu ídolo mais recente do CDS. Um beijo e um queijo.

 

-------------

 

E já agora: o tal Amílcar que falo em cima também escreve e por sinal, muito bem!

Até foi através de um dos textos do seu livro, que retirei alguma inspiração para o que escrevi em cima! 

Acabei um livro dele há uns dias e decidi deixar aqui a minha review também, porque acho que merece.

Este livro, "Não se brinca com coisas sérias" é um diamante em bruto de boa-disposição. Pequeno, simples, claro, fácil de ler até para o mais preguiçoso dos preguiçosos.

Durante quase 2 semaninhas foi a minha companhia de pequeno-almoço e em todos estes dias fiquei super alegre logo de manhã, depois de ler 2 ou 3 textos.

Para todos os meus amigos e colegas que gostam de comédia e que me seguem, apostem na leitura deste menino para perceberem como é que se faz/ as técnicas que efetivamente podem ser utilizadas na escrita de humor. Eu aprendi umas quantas coisas e acho que vou passar a escrever melhores textos cómicos no blogue e até com mais regularidade, inspirada por este livro.

Com umas pitadinhas de humor negro, uma bela dose de ironia e de sarcasmo e um texto extremamente bem redigido, acho que não houve nenhuma história/texto que não me fizesse no mínimo, esboçar um sorriso (e olhem que ainda soltei umas quantas gargalhadas com alguns!). Não vou contar muito mais porque na verdade podem comprá-lo e conhecê-lo. E não me peçam emprestado, comprem um porque vale a pena!

Escreve coisas como estas:

"Muitos astronautas passam a vida num autêntico "vai-e-vem".

"Se os nerds fizessem ataques bombistas, utilizariam bombas de asma".

"A droga de eleição das sereias é o cavalo-marinho".

Acho que o querido @aclamadoautor ainda tem uns quantos exemplares para vender. É barato e com uma excelente relação preço/qualidade. E mesmo que não comprem o livro, sigam o Amílcar Monteiro porque vale mesmo a pena. Para além de um excelente escritor de humor, ainda faz boas partilhas e fornece gratuitamente contos e histórias no seu site. E é uma pessoa incrível que está sempre pronta para criticar construtivamente os meus textos, daí gostar dele 😊

20200117_142906.jpg

 



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2019
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2018
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ