Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



24
Set19

#29 - homenagem à minha ginecologista favorita

por @dianacarvalhopereira

Conheci uma ginecologista,
Repleta de potencial.
Obrigada a dar-nos aulas,
Apesar de as mal.

 

A afável professora,
É a melhor na sua profissão.
Principalmente quando falta,
Ou quando pede substituição.

 

Ainda mal diz bom dia,
E já se está a queixar.
Pudera, tamanha é a magia,
De ver vulvas logo de manhã.

 

Desengane-se quem pensou,
Que ela só não gosta de ensinar.
Também não gosta de doentes,
Nem de ter que os aturar.

 

Chega a primeira doente,
Com queixas de corrimento anormal,
Ela olha com desdém e pensa:
"De certeza que vai cheirar mal".

 

Vai de espéculo, sem piedade:
"Abre as pernas, ó comadre".
A coitada, sem opção,
Esperava simpatia e dedicação.

 

"Não vejo nada de anormal",
Diz ela, instantaneamente.
Não sem antes evitar,
O gag reflex eminente.

 

Falta o toque vaginal bi-manual,
Mas está sem luvas de tamanho adequado,
Usa outro com dificuldade e, a quente,
Enfia as unhas de gel na vagina da utente.

 

"Oh Doutora, está a doer!"
Diz a senhora a gemer.
"Tenha calma, estou a acabar."
Diz quem nem queria começar.

 

"Olhe, parece que está tudo bem".
E sem vontade de fazer muito mais,
Prescreve comprimidos por precaução e,
Ela que telefone se precisar de outros tais.

 

A doente sai confusa e pior,
Do que quando lá chegou.
Ela mal a examinou,
E depressa a despachou.

 

"Porquê que escolheu esta profissão?"
Estáis vocês com certeza a pensar.
Nem ela sabe, foi o que deu,
E entretanto não conseguiu mudar.

 

Mas nem tudo é mau,
Uma vez que adora ensinar.
Só não adora os alunos,
E parece que os quer matar.

 

Nas aulas não vê vulvas ressequidas,
Mas vê estudantes de tenra idade.
Que lhe relembram que para nova não caminha,
E que a menopausa já não vai curtinha.

 

Serão apenas sintomas vasomotores?
Duvido, mas vá-se lá saber,
Se quando as hormonas assentarem,
Ela não nos vai surpreender.

 

Fico à espera, com esperança,
De a ver num dia melhor.
Até lá jogo o totoloto,
Cuja probabilidade de êxito é maior.

 

(Mais um poema-sátira nada baseado em eventos reais)

 

 


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2019
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2018
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ


subscrever feeds